sexta-feira, 15 de abril de 2011

Universidade Presbiteriana Mackenzie e o senador Maggi debatem incentivos à ciência


No dia 6 de abril, representantes da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) e da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) fizeram um convite ao senador Blairo Maggi para ministrar uma palestra sobre Desenvolvimento Sustentável na abertura do próximo semestre letivo da UPM.

Esteve presente o presidente da IPB, reverendo Roberto Brasileiro Silva; o presidente do Conselho Deliberativo do IPM, doutor Mauricio Melo de Meneses; o presidente do IPM, doutor Hesio Cesar de Sousa Maciel; o reitor da UPM, doutor Benedito Guimarães Aguiar Neto; e do vice-presidente do Conselho Deliberativo do IPM, doutor Antonio Cabrera Mano Filho.

Na oportunidade, os representantes do Mackenzie sugeriram ao senador que apresente à Comissão de Assuntos Econômicos a necessidade de que sejam editadas leis com incentivo fiscal – a exemplo dos Estados Unidos, capazes d e estimular cidadãos e empresários a doarem recursos financeiros às universidades brasileiras. O reitor da UPM, doutor Benedito Aguiar, falou dos elevados custos das pesquisas científicas e citou o exemplo da Universidade de Havard, que tem 30% do seu orçamento proveniente de doações. “Sem recursos, vindo de doações ou vindo do governo, não é possível fazer pesquisa, é muito caro”, enfatizou.

O senador Maggi mostrou-se favorável à idéia de que o Brasil siga o exemplo da legislação americana, que permite que doações com finalidade educativa e científica possam ser integralmente abatidas do Imposto de Renda. E citou o exemplo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, que durante anos investiu em pesquisas e tornou o Brasil auto-suficiente na produção de alimentos.

Fonte: assessoria do senador.

Fonte Via: http://www.mackenzie.br/portal/principal.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário